A metodologia “Planejamento Real e Integrado”, foi desenvolvida em 1978 visando a otimização no planejamento de obras para garantir, além da qualidade desejada, o cumprimento de metas de produtividade, custos e prazos.

A missão seria melhorar o planejamento das obras, de modo a obter-se a qualidade desejada, maior produtividade, redução de custos e cumprimento das metas de prazos. Dentro deste conceito, o Planejamento deveria ser realizado o mais próximo da realidade, simulando-se todas as etapas, inclusive aquelas mais “difíceis de prever”.

Outro aspecto importante da metodologia, é o conceito de planejamento como um instrumento elaborado com a participação de profissionais experientes em cada tipo de método construtivo de sua área de atuação na construtora, ou seja, o plano de obras é feito não somente por profissionais de planejamento, mas principalmente por especialistas de diferentes áreas, por tipo de obra, trabalhando de forma integrada e não isolada. Desde sua criação, a metodologia PRI é um marco na engenharia consultiva para gerenciamento de projetos, e hoje é incorporada à divisão de Construção e Infraestrutura do Bureau Veritas.

Ou seja, o planejamento não seria executado somente por profissionais de planejamento, mas principalmente pelos especialistas em cada tipo de obra e tecnologia, seria desenvolvido de forma integrada e não “isolada”.

Para isto a visualização e entendimento do planejamento proposto seria fundamental, para possibilitar o fácil acesso aos diversos profissionais que viriam “pontualmente” contribuir com sua experiência na elaboração do planejamento.

E assim surgiu o conceito Planejamento Real e Integrado – PRI.

Ao longo dos anos, a metodologia de trabalho foi evoluindo e acabou culminando no sistema de gestão integrada via web denominado PRIMANAGER, que foi desenvolvido internamente considerando a experiência da empresa e as melhores práticas internacionais de gerenciamento de projetos, como o PMBOK (Project Management Body of Knowledge) do PMI (Project Management Institute).

Geralmente, o foco de atenção principal do gerenciamento acaba sendo a famosa restrição tripla, e para a obtenção do resultado esperado pelo cliente, a empresa conta com sua metodologia inovadora e consolidada através de cases de sucesso ao longo dos mais de 30 anos de atuação nas mais diversas áreas da engenharia.

Pessoas

Nosso objetivo é prestar serviços de engenharia nas áreas de projetos, gerenciamento de obras e empreendimentos, planejamento e estudos técnicos em geral.

Um sistema próprio e exclusivo de gerenciamento, planejamento e controle de obras, criado e desenvolvido internamente pela nossa equipe de engenheiros.

Possuímos experiência nas mais diversas áreas da engenharia, atuando nos seguintes segmentos:

Energia e Telecomunicação;
Rodovias;
Portos e Aeroportos;
Metrô e Ferrovias;
Edificações Comerciais e Industriais;
Habitação, Educação, Saúde, Esporte e Cultura;
Saneamento e Meio Ambiente;
Trabalho Técnico Social;
Óleo e Gás;

Processos

Banco de Ficha de Fiscalização

Um dos pilares de sua metodologia está relacionado ao desenvolvimento de fichas de fiscalização dos serviços a serem executados de forma a evidenciar a correta execução e garantir a qualidade dos serviços.

A empresa possui um Banco de Fichas centralizado e controlado pelo setor do PMO (Project Management Office), assegurando total padronização dos serviços desempenhados pela equipe de campo.

Para revisão e/ou elaboração de novas fichas, são analisadas as normas, legislações vigentes, patologias e demais informações que possam impactar nos serviços a serem executados.

Veja o Processo de Trabalho no infográfico abaixo:

Project Management Office - PMO

OBJETIVO: Manter e evoluir os procedimentos e metodologia de trabalho da empresa, além de garantir que os mesmos sejam devidamente aplicados por todos os colaboradores, assegurando a qualidade dos serviços prestados.


Ferramentas - PRIMANAGER

Ferramentas - PRIMANAGER