Nos últimos 20 anos, a divisão de Construção & Infraestrutura passou a incorporar o trabalho técnico social ao seu quadro de prestação de serviços, atuando em intervenções relacionadas ao desenvolvimento social, urbano e habitacional.

Esta atuação se dá nos setores público e privado. Entre os principais setores, destacam-se indústrias, empresas comerciais, financeiras, do ramo turístico e hoteleiro, entidades de ensino, organizações religiosas, construtoras e empreendedores, empresas de economia mista e governos federal, estaduais e municipais.

"Para a divisão de Construção & Infraestrutura do Bureau Veritas, o Trabalho Técnico Social é o vetor principal para o êxito dos programas e projetos por ela gerenciados."

TRABALHO TÉCNICO SOCIAL: ENFOQUE PARTICIPATIVO E INTEGRADOR

Nos últimos 20 anos o Trabalho Técnico Social do Bureau Veritas ganhou notoriedade e atualmente vem se desenvolvendo por meio da adoção de um modelo de gestão integrada em habitação de interesse social (HIS), com foco em duas principais modalidades de intervenção pública:

• Urbanização e regularização de assentamentos precários
• Produção habitacional

Compromisso com a população beneficiária e inovação metodológica, com enfoque participativo e integrador, são as marcas do Trabalho Técnico Social em HIS. Por um lado, promove um conjunto de ações e projetos sociais, que visam assegurar a sustentabilidade das intervenções, valorizando os investimentos físicos e sociais aplicados, além de atender às diretrizes das principais agências promotoras de políticas e programas urbano-habitacionais, que têm por eixos: gestão social da intervenção; mobilização e organização social e/ou condominial; comunicação comunitária; educação sanitária, ambiental e patrimonial; e inclusão e desenvolvimento socioeconômico. Por outro, com base nas características, objetivos e desenvolvimento de cada projeto, promove, de forma contínua, um processo de monitoramento e de avaliação de resultados.

GESTÃO INTEGRADA EM HIS

A divisão de Construção & Infraestrutura do Bureau Veritas desenvolve um modelo de gestão integrada que consiste em um conjunto articulado de procedimentos e práticas com o propósito de atender às diretrizes, objetivos, metas e ações relacionados ao planejamento e à execução dos programas de habitação de interesse social.

O sistema integrado de gestão social permeia todas as etapas dos programas habitacionais, articulando as áreas técnicas e os agentes envolvidos na execução de ações estratégicas que visam assegurar a qualidade da moradia, a habitabilidade, a organização comunitária e o desenvolvimento socioeconômico e sustentável das intervenções.

“Gestão Integrada em HIS: diagnóstico, planejamento, gestão de recursos e execução de ações estratégicas em processos de urbanizacão, regularização fundiária e organização sociocondominial”

A análise criteriosa de cada projeto combina-se com o extenso repertório de soluções tecnológicas e metodológicas desenvolvidas pela empresa em sua longa experiência de gerenciamento de processos de urbanização e regularização de assentamentos precários; de apoio técnico na operacionalização de atendimento habitacional; de organização sociocondominial; e de consultoria ao trabalho técnico social.

Tendo como principais eixos a participação e organização social, a educação sanitária, ambiental e patrimonial e a geração de trabalho e renda, voltados à população beneficiária de cada programa, o trabalho técnico social do Bureau Veritas baseia-se no princípio de que o cidadão deve ser o sujeito da ação e não objeto da intervenção.

“O trabalho técnico social firma diversas parcerias com organizações públicas e privadas com o intuito de desenvolver ações para capacitar os moradores para o exercício autônomo da administração condominial”

I - URBANIZAÇÃO E/OU REGULARIZAÇÃO DE ASSENTAMENTOS PRECÁRIOS

• Reconhecimento de lideranças e instâncias de representação
• Viabilização social de projetos urbanísticos
• Elaboração do Plano de Trabalho Social
• Elaboração do Plano de Desenvolvimento Socioterritorial
• Apresentação e discussão da proposta de intervenção urbanística com a população beneficiária
• Diagnóstico socioterritorial, arrolamento e cadastramento de domicílios e famílias
• Acompanhamento e suporte técnico às equipes de projetos e engenharia
• Acompanhamento e suporte técnico às famílias durante toda a fase de obras
• Elaboração e execução do plano de reassentamento de famílias, sempre que houver necessidade de remoção
• Implementação de projetos sociais voltados à sustentabilidade da intervenção
• Monitoramento e avaliação de todas as ações

II – APOIO TÉCNICO NA OPERACIONALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO HABITACIONAL

• Seleção da demanda e definição do grupo alvo a partir da legislação vigente, normativas e critérios específicos de cada programa habitacional
• Atendimento Técnico Programado (ATP) às famílias potencialmente beneficiárias para orientação e esclarecimentos de dúvidas
• Coleta e análise de dados cadastrais e documentação para habilitação dos beneficiários
• Operacionalização de sorteio da unidade habitacional, assinatura de contrato e entrega do imóvel

III - ORGANIZAÇÃO SOCIAL E CONDOMINIAL EM HIS

• Atuação técnica nas fases de pré-ocupação, ocupação e pós-ocupação
• Diagnóstico socioterritorial
• Elaboração do Plano de Trabalho Social
• Elaboração do Plano de Desenvolvimento Socioterritorial
• Implementação de ações e projetos socioeducativos que visam apoiar o processo de adaptação das famílias à nova moradia
• Administração sociocondominial e capacitação simultânea dos moradores para gestão social, administrativa, financeira e patrimonial de seus condomínios
• Implementação de projetos sociais voltados à sustentabilidade da intervenção
• Monitoramento e avaliação de todas as ações

IV – TRABALHO TÉCNICO SOCIAL CONSULTIVO


• Diagnóstico e formulação de propostas técnicas para otimizar os resultados dos programas ou políticas sociais, com foco nos objetivos e metas da intervenção pública
• Apoio à formação de equipe técnica multidisciplinar e/ou ao aprimoramento de competências profissionais, a partir do contexto social, ambiente e modalidade da intervenção pública

O Viveiro Escola do Projeto Pantanal já capacitou mais de cem moradores nas áreas de jardinagem, paisagismo e agricultura urbana.